17.1.15

enquanto Atlas repousa junto à lareira da sua longa cicatriz, futuro ainda sob reserva, Ulrica ouve a chuva bater nas vidraças. Abenjacan voltou há pouco, de Borges nada.