10.7.15

nenhum suicídio é uma morte grandiosa, e só uma morte grandiosa, espectacular, me convém hoje. mas parece-me que não morrerei nunca, isto é a pior morte que se tem, não se morrer nunca e estar sempre a morrer. fumo um cigarro, escuto atentamente o silêncio, passou o último eléctrico, apago a luz.