21.8.15

Escrever.
Não posso.
Ninguém pode.
É preciso dizer: não se pode.
E se escreve.
É o desconhecido que trazemos connosco;
escrever, é isto o que se alcança. Isto ou nada.

leio Marguerite e sorrio. felizmente, ela pensou-o antes de mim.