10.8.15

venho aqui deixar paus, pedras, regatos verdes de agriões e pequenas rãs, poças de água, pinheiros velhos, silvados e amoras, restolhos rentes que já foram mar, uma serra onde pertenço. velhas fotografias. pele, flores, brisas, beijos. tesouros que guardo nas memórias que /des/construo. fugi de mim e agora não sei/.../ húmus. árvores. cavernas. morcegos. escuridão. uivos. lamentos.
não voltarei à alcateia. já não existe/o/.