8.10.15

aguardo pacientemente o apocalipse, que chegará numa bola de fogo, dentro de dois minutos. não quero parecer demasiado céptica, mas no céu ainda não brilha o tição dourado.

[a porra do tição, palavra-memória da lareira de infância, devorou-me o pouco tempo de vida e eis-me já aqui, no pós-mundo.]