3.10.15

entrou-me uma coruja branca pelo coração adentro, piando,
estou tão sozinha,
e eu deixei-a ficar.
uma coruja não mente
e dá-me jeito ter com quem falar.