24.12.15

Corto Gatês, o solitário, sempre demonstrou uma profunda aversão por Tulicreme, um dos gatos vizinhos com quem partilha os hectares de terreno campestre. vejo-os, de longe, agachados no meio da erva alta, imóveis durante vários minutos e fico sem perceber se é caçada conjunta - o que muito me admiraria -, se é porrada iminente. Tulicreme, afoito, mantém a cabeça mais erguida. suponho que queira mostrar ao velho Corto que os tempos são de mudança ou talvez procure apenas brincadeira. mas Corto é mânfio de gema, nado e criado nas varandas de Lisboa, bravo nas suas incursões. não tendo nada a ganhar, e vendo-me, parada, ao lado do espanhol, vira costas ao Tulicreme, com a indiferença de um velho snob inglês, e sobe a ladeira.