31.12.15

o pão acabou de cozer e repousa em panos de linho da avó. já temos os ovos de baleia, que serão recheados com finíssimas rodelas de échalote caramelizada e ervas aromáticas, colhidas esta madrugada na região da bretanha. o espumante está a gelar há três dias, sob a aurora boreal do norte. as framboesas da sobremesa são mantidas na pequena estufa real, e só serão colhidas perto da hora do jantar. le chocolat noire arrefece em approximately ambient temperature, nas taças de porcelana da dinastia ming, oferecidas pelo pequeno oriental.
após tão magnífico repasto, haverá poemas murmurados, de todas as formas, línguas e feitios, acompanhados ao som de realejo e concertina, e voos de passarola com vista privilegiada para o fogo de lágrimas artificiais.

estão todos convidados.