9.1.16

Much as he would like to
Concentrate completely
On the precious Object,
          Love has not the power:
Goethe put it neatly;
No one cares to watch the
Loveliest sunset after
          Quarter of an hour.

So I pass the time, dear,
Till I see you, writing
Down whatever nonsense
          Comes into my head;

---

Por muito que se gostasse
De ter apenas cuidados
Com o Objecto Amado,
           Não tem amor tal demora;
Disse-o Goethe claramente:
Não há ninguém que contemple
O mais belo dos ocasos
           Após um quarto de hora.

Portanto, amor, passo o tempo,
Até te ver, a escrever
Todo e qualquer disparate
          Que à cabeça me vem;


[Outro Tempo, W. H. Auden, Relógio D'Água - tradução de Margarida Vale de Gato]