21.2.16

entre vários shots de vodka e o tártaro de salmão, troçámos do politicamente correcto, dos contínuos idiotas, invertebrados, lambe-botas/cus/e o que mais houver, superiores rastejantes, até que as lágrimas nos chegaram aos olhos. ironizámos, caricaturámos, reinterpretámos os papéis da trupe inteira. no final do jantar, regressámos ao ponto de partida - e nós? felizmente, por essa altura, já nenhuma das duas estava sóbria.