14.3.16

cobarde, dir-lhe-ia ele, se a visse, parada, olhando o bicho-de-prata quieto na parede, sem saber o que fazer. cobarde por não matar sequer um pequeno bicho rastejante. e ela acreditava, desconhecendo que a coragem estava em deixá-los viver.