8.3.16

dia da flor

gosto muito de ler a menina, e, recordando este seu post, aproveito para ilustrar a condescendência com que - mais uma vez - fui tratada no restaurante, onde simpaticamente me ofereceram a gerbera da praxe. como de costume, escolhi o vinho. como de costume, foi dado a provar a um dos homens que me acompanhava, invalidando a minha presença.
no final chamei o empregado e disse-lhe - acredite, caro leitor, que disse mesmo - amanhã volto cá, quero outra gerbera e ser eu a provar o vinho que escolher da carta. pode ser? - o homem gaguejou, pediu desculpas e disse que sim. a ver vamos.