13.3.16

enfastiam-me as mulheres que, empunhando a bandeira, decidem atravessar o corredor, e, a qualquer porta fechada, esperam pela mão de um homem na maçaneta. não será já o tempo de preferir a educação de quem chega primeiro ao obstáculo?

[e agradecerei sempre quem ma abrir, não sendo eu a fazê-lo. nunca me julguei diva, para ter porteiros.]