21.4.16

O gume dum punhal / Não tem a lividez sinistra da montanha / Quando a noite a inunda dum manto sem igual / De neve branca e fria onde o luar se banha.

Inez Baturo