8.6.16

a sola perdeu-se, na volta anterior. hoje vou fazer a minha viagem final, a derradeira, com as pobres botas, tão parecidas às do robin dos matagais. foram companheiras de longos passeios, sempre em boa companhia de cães e gatos. deram protecção e equilíbrio, desbravaram caminhos, calcaram de tudo. abrigaram - momentaneamente - pequenos caracóis, um ou outro insecto e restos de vegetação. acompanharam-me em horas de desespero, aflição, doença, viram morrer. ajudaram a devolver corpos à terra. abraçaram-me as barrigas das pernas, devolveram-me o chão.
agora, manca, preparo-me para as pisar pela última vez.