18.6.16

esta manhã, enquanto observava o Professor - finalmente, um nome adequado ao felino mais arguto que conheço - refastelar-se na tigela, recordei a pergunta daquele que regressou recentemente de uma viagem inspiradora de duas semanas pela Tailândia, e escreves para quê? sorri-lhe e desculpei-me com uma ida ao wc. a resposta ficou-me presa na boca. talvez hoje, o dia ainda curto e o cheiro a torradas no ar, lhe conseguisse responder que escrevo porque me cansei de viajar para hotéis altos e praias de encher o olho. de cumprir desejos alheios e viver em lugares-comuns. que agora, viajo para dentro de mim.