2.7.16

taeko e yukiko aumentaram de peso e eu de culpa. a obesidade delas é o meu excesso de amor, duplicando a ração, por julgar ser fome a mania das duas. para piorar, os caminhos até ao rio transformaram-se em matagal de serra e às meninas, no seu pêlo de lustro, não lhes agrada patinhar entre cardos e silvas. podia tentar habituá-las à passadeira, dar-lhe algum uso, mas duvido da execução. resigno-me à vontade divina do bom-senso e volto a calçar as botas da terra.