26.10.16

quando entrei na pequena livraria da rua passos manuel, movida por um desejo insano de encontrar godot, ainda não sabia que traria al berto lunário embrulhado num saco de papel. escolhi-o pelo sexo, confesso, depois de ter lido um artigo antigo do público, opinião de alguns, que era um bom livro para ler corpos resfolgados, ainda com sabor a mar.