12.1.17

os dias têm sido curtos, talvez as horas tenham decidido brincar comigo, correndo, velozes, no velhinho swatch com mostrador azul de prata. nada do que tenho feito me satisfaz o palato da alma, mas a vida leva-se caminhando. aproveitei há pouco, enquanto o computador me pedia uma reinicialização, para levar os olhos ao Fernando. na verdade, hoje não me apetecia o Fernando, nem o Bernardo, tão-pouco o Raul, cujo húmus sustenta o livro do desassossego. hoje apetecia-me trincar poemas repletos de líquidos doces, abraçar um coração de caxemira e ficar sem palavras.