10.2.17

passam os dias, as noites, os navios azuis repletos de memórias.
perco as horas e as palavras não voltam.