26.8.17

quando ela me contou que ele tinha procurado ajuda e falava de mim nas consultas, senti a lâmina a trespassar-me as entranhas quentes, como se do íntimo partilhado se pudesse declarar culpa a terceiros e administrar receita por via oral -- a roupa suja lava-se em casa, dizia a vovó Carmela, cheia de razão. já satisfeita do meu rosto apreensivo, visivelmente incomodada pela notícia, que me assegura a meia-voz, é confidencial, conclui o ataque num volte-face perverso, sossegando-me com palavras mansas de calhandreira, deixa lá, tudo passa...