25.9.17

à atenção do leitor inventado:

nestes dias, semanas já, de canseira e pó da terra,
nada de mais admirável há a registar,
para além do costume na apanha da batata,
miúdas p'ra um lado, grossas p'ró outro,
pegar com gentileza para não maçar,
lembro o voo nocturno de um morcego,
[tão pequenino, o morceguinho]
que há duas noites apareceu no meu quarto.

mamíferos os dois, ele de preto, eu tão nua
rodopiámos pela casa inteira,
até que, à porta aberta, no final da dança,
ele partiu,
eu fiquei.


bem-haja, amigo leitor, mesmo que inventado,
por estar desse lado,
e ainda se encantar.