6.4.20

a senhora dos papagaios

quereis sentir arte, dessa que só se vê pendurada nas paredes dos melhores museus das capitais europeias? quereis deleitar-vos com o traço íngreme, a técnica soberba do chiaroscuro, o aroma das cores celestiais, das formas modernas nascidas no refluxo sensorial das velhas tradições renascentistas? quereis fungar de comoção? quereis sentir a vossa alma em arroubo, esquecer que estais aprisionados nas vossas próprias casas e viajar até ao mundo maravilhoso da nouvelle vague pictórica?
tendes a mente aberta a novos caminhos? tendes o coração no sítio certo? não vos atemoriza o choro compulsivo numa tarde de chuva? não temeis os olhos tristes da noite escura? 
então, tomai e apreciai todos.