18.4.20

contrabando ii

mas depois as coisas mudaram. por mais que tentássemos todos os supermercados da área limítrofe permitida, da abertura ao fecho, nunca mais conseguimos apanhar o pó mágico, o pão dos preguiçosos, como lhe chamava Bartolomeu, o chato; e pela via tradicional, faltava-nos o fermento, igualmente esgotado. foi Jasmim, o caçula, que perguntou, o que é o fermento? todos abrimos a boca para responder, convencidos de que dominávamos a gíria da profissão, mas empancámos naquilo. sei lá o que é o fermento! fermento é fermento, é uma levedura, uma coisa cinzenta que se compra em pó ou em barras de sabão, se tiveres a sorte de conhecer um padeiro a sério. bem, se for em pó, acho que é branco e vem numas latinhas vermelhas da royal. 
mas já se sabe como são os jovens, sempre de fones dentro do cortex e polegar no gatilho. em menos de cinco minutos, Jasmim teve aulas na tele-escola universal do reino do youtube e aprendeu como se faz o sagrado ingrediente. 
em primeiro lugar, malta, precisamos de fazer uma criação de fungos saccharomyces cerevisiae, ouviram?
¿Qué dices, Jasmim?!? Un hongo?!
[gilipollas de mierda!]