15.5.20

:

ai, menina, eu andava sempre com o coração nas mãos, com medo que lhe fervessem os azeites e eu ali fechada com ele. só deus sabe...