18.6.20

disso dos piratas reformados

primeiro ainda pensei que eram apenas medidas de isolamento social, por causa do bicho covid, embora a lógica me induzisse a considerar que uma reclusão a bordo de um navio pirata fosse uma ideia muito mais tentadora. talvez, por causa do meu pensamento romantizado da pirataria, tivesse esquecido a parte substancial dos mantimentos. 
mas depois deste tempo todo levando vida de burguês desocupado, suspeito que seja mais um pirata tomado pela floxéria* do amor, vírus perigoso que já apanhou a Cuca e a tem mantido combalida e afastada dos mares intrépidos e das pelejas gloriosas. 
Corto Gatês vive agora para mim, adorando e sendo adorado, numa vida luxuosa de reformado enxuto. um doutor!, como lhe chama a dona da bata às riscas.

Corto Gatês


*termo popular para filoxera