16.7.20

um dia, juntos, subimos a ladeira até ao portão. éramos felizes.

a casa que outrora dava ares de palácio, alberga por agora vários seres com múltiplas maleitas. assumi a função de cuidadora dos corpos para dar paz à alma, e dedico-me, nestes tempos de facções extremistas, demasiado nonsense e teatro absurdo, aos cuidados paliativos dos bichos. mais do que adiar a morte, procuro suavizar-lhes a dor, que em mim cada vez dói mais. assim é a vida.