15.9.20

“quando encostas a tua boca ao meu ouvido para te vires nesse orgasmo de gueisha ancestral. um vynil em rotação no canto do quarto. respira ainda no meu pescoço essa pequena morte da música.”


Seated Nude (1916),  Amedeo Modigliani


farejo-te, lambo-te côna e bôca,
mordo-te as coxas e o pescoço até ficar bêbado,
e com sangue na bôca entro em ti e dentro de ti faço um nó enquanto
me semeio,